Os saltos perfeitos

segunda-feira, 26 de julho de 2010


Olá a todos,como estão?
Muito obrigada aos elogios ao novo layout,a idéia era mesmo trazer essa idéia de sonho,leveza e fantasia.E quanto ao post anterior,não era exatamente sobre o Tokio Hotel,mas sobre o video do Bill Kaulitz cantando com o Billy,esse pequeno virtuoso da música,rsrsrs
Como estava meio em falta em falar de beleza,separei um assunto que vai ajudar vocês a arrasarem nesse fim de férias,mas não detonar sua coluna:os saltos meia pata.
É um senso comum que o salto alto dá uma elegância extraordinária à mulher,sendo o mais indicado para festas das mais informais ao luxo extremo,e quanto mais altos,mais bonitos e garantia de sucesso.Mas quanto mais você arca os pés em pról da elegância,mais força sua coluna,afinal seu corpo é obrigado a se equilibrar apenas nos dedos e com uma base cada vez menor,aplicando tanta pressão nos calcanhares,que dependendo do desenho dos sapatos,a possibilidade de torcer os pés ou até quebrar algum osso é enorme.Mas o que fazer?
Para isso foram inventados os saltos com a plataforma meia-pata,que atingem em média 12cm de altura mas arcam seus pés apenas 6 ou 7cm,trazem mais estabilidade pela plataforma,são a maior tendência da sapataria francesa e conferem mais elegância aos pés que qualquer outro modelo.Apenas tome o cuidado de escolher um que feche todo o pé,tenha uma plataforma bem firme,salto o mais grosso que der(apesar de que o temido salto agulha está perdoado nesse desenho),dê preferência aos de modelo peep-toe(que deixam os dedinhos de fora)e deformam menos os dedos,minimizando riscos de joanetes e calos.
Na foto acima,esse foi meu presente de aniversário,seguindo todos esses conceitos acima e agregando outra super tendência do outono/inverno 2010:a meia-calça.Essa é fio 40,mas prefira fio 80 nos dia bem frios e esteja livre para usar vestidos no inverno.Tome cuidado apenas com as estampadas,que exigem um look mais clean(afinal,as pernas são o foco do look)e ouse o quanto quiser,com sobreposições(eu particularmente amo arrastão),crie cores com duas meias coloridas,solte a imaginação,e não esqueçam de dizer como ficou!
Beijos e até mais...

O novo dueto de Bill Kaulitz

segunda-feira, 19 de julho de 2010


Olá a todos;
Nessa semana resolvi inventar moda(de novo):hoje é o dia que sai o novo disco ao vivo dos gatíssimos do Tokio Hotel,então resolvi que os próprios fifinhos "Powerpuff Twins"deveriam fazê-lo e contar um pouco de sua trajetória.
Os pequenos Tommy e Billy vieram do futuro,mais ou menos 2026 e tem 2 anos de idade,mas como toda criança índigo,eles são muito especiais,são superdotados.
Billy,o vocalista,é soprano desde que aprendeu a falar,e fala fluentemente português,espanhól e está aprendendo alemão e italiano.Quando tinha mais ou menos um ano e meio de idade,resolveu deixar os cabelos crescerem e usá-los no estilo moicano,pois refletem sua personalidade acertiva e única.Costuma vestir muito preto e roupas pesadas pois curte histórias de vampiros e literatura fantástica.
Tommy toca guitarra desde que aprendeu a andar,seu ídolos vão desde o clássico Jimi Hendrix até o maior virtuoso que a guitarra já viu,o sueco Yngwie Malmsteen.Domina praticamanete todos os estilos e técnicas,mas seu preferido é o que Eddie van Halen faz na música Eruption,pois é uma escala extremamente complexa e que reque muita técnica para executar.
Como são muito fãs de Tokio Hotel,e sua fase preferida da banda é essa,do disco e ao vivo Humanoid,voltaram no tempo,fizeram uma parceria(que ainda não aconteceu)e que só vocês terão oportunidade de conhecer com 16 anos de antecedência,com Tommy dividindo as guitarras com Tom Kaulitz e Billy dividindo os vocais com Bill,mas não se esqueçam que ele é pequeno,não se preocupa muito com tempos e tons,canta apenas o que gosta mais e o que acha que vai acrescentar mais à música.
Espero que gostem e deixem um recado para eles!
video

Feliz dia do Rock e tudo novo

terça-feira, 13 de julho de 2010


Olá amigos,tudo bem?
Bom,hoje é dia do Rock,o que quer dizer que se Elvis não tivesse gravado sua primeira faixa nesse dia,não que o Rock não existisse,mas não seria da maneira como é hoje,tão democrático e diversificado.Domingo foi meu aniversário,que curiosamente não choveu nem fez frio,muito pelo contrário,calor e sol,a chuva chegou hoje.Então decidi inovar,mudar o template,a configuração,a cor,espero que gostem!E como não poderia deixar de ser,homenagear dois artistas que nem todo mundo conhece:o casal líder da banda Lacrimosa Tilo Wolff(que faz aniversário no mesmo dia que eu)e sua esposa Anne Nurmi(que fará anos dia 23 desse mês),não só porque é uma banda que amo há seis anos,que significa muito para mim em termos de Arte,mas também de estilo.
A banda começou em 1989,mas teve seu primeiro registro em 1990,ainda sem Anne nos vocais e teclados,mas trazia um jovem Tilo,com um visual inovador e marcante,um som com influências de música clássica(mais especificamente Rèquiem de Mozart)mas ao mesmo tempo guitarras pesadas.Assim nasceu o chamado Gothic metal,estilo de bandas como Theatre of tragedy,Tristania,Sirenia,HIM e outros.
Em 1993 chega Anne Nurmi,uma exímia tecladista finlandesa trazendo influências de Sisters of Mercy e com um estilo igualmente ousado.A sinergia entre eles foi perfeita,tanto na harmonia dos vocais como nas sua técnica de teclado facilitando a composição das linhas orquestradas,mas principalmente na identidade visual da banda.
No começo,Tilo usava bastante maquiagem,um moicano enorme preto com sua indefectível faixa branca,camisas com jabô no estilo vitoriano e um pouco de alfaiataria(algo como Luminor-ex Cinema Bizarre ou o próprio Bill Kaulitz do Tokio Hotel usam hoje) e Anne seguia a linha de Patricia,a baixista/vocalista do Sisters of Mercy.Com o passar dos anos,foram lapidando seu próprio estilo e assumindo um visual baile de máscaras,com Anne frequentemente de vestidos longos de seda,cetim,luvas compridas e saltos altissimos stilleto(apesar d sempre abusar do couro e vinil)e Tilo assumindo a alfaiataria até no dia-a-dia.
Comemorando 20 anos de primeiro álbum,lançam esse ano "Schattenspiel",uma compilação com o essencial de sua carreira e ideal para quem quiser conhecer o som da banda.
No video de hoje,deixo "Feuer"do último disco de estúdio do ano passado "Sehnsucht",um dos álbuns mais pesados de sua carreira(e video fofo).Espero que curtam bastante!
video

O furacão Winehouse

segunda-feira, 5 de julho de 2010


Olá leitores,tudo bem?
Bom,julho acabou de começar mas já aconteceu tanta coisa,o Brasil fora da Copa,início das férias,meu aniversário nessa semana,um feriado meio fora de planos,uma entrevista de emprego pouco antes,ainda bem que o tempo está razoável,sempre que chega meu aniversário o tempo fica congelante e/ou com uma tempestade,Lol.Que sorte a minha,não?
Bom,nessa semana,vou falar de um ícone de estilo que creio que (quase)todo mundo goste,a Amy Winehouse.Era para já ter falado dela antes,até porque o pai dela,o Sr.Mitchie Winehouse lançou um disco de jazz recentemente e não fez feio,apesar de estar mais preocupado com a divulgação do álbum do que com a saúde da filha,mas esquece.
Há uns meses atrás li uma biografia sobre ela e se engana quem acha que seu sucesso foi repentino e gratuito,foi bombástico,mas ela teve uma boa bagagem músical(regada aos meus queridos clássicos da Motown),só não era lá muito disciplinada no liceu em que estudou,mas principalmente na Arte,o talento é fundamental,e isso ela tem de sobra.
Sua identidade fashion vem muito do que escuta,predominantemente clássicos dos 60´s,por isso,adora vestidos de brexós(até por ser britânica e lá os brexós são muito mais interessantes),bastante delineador preto nos olhos e o aplique de "ninho",como as antigas chamavam aquele amontoado de cabelo,mais as extensões(até porque o cabelo dela não é tão comprido).Até nossa querida Lady Gaga,que aparentemente não tem muito a ver com ela,primeiramente teve que ficar loira para não se parecer com ela,segundo que,quando está ao piano e usa de certa empostação de voz,canta até parecido com ela,terceiro que ambas curtem os clássicos e quarto,que ambas são polêmicas.
Infelizmente,Amy tem frequentemente sido lembrada por escândalos,seja com o marido(ou ex)Blake Fielder-civil,seja por drogas,por sair em condições duvidosas nas ruas,agressões a fotógrafos,mais do que pela sua Arte.Tanto "Frankie"quanto "Back to black"são de extrema qualidade(apesar de abordar temas um tanto pessoais e pesados),com composições autorais,bem coesas e com referências marcantes,trazendo de novo os anos 60 às paradas de sucesso e tendo projeção e respeito tanto no cenário pop quanto rock mundiais.
Finalizando,mais um video meu,uma adaptação de "Tears dry on their own"com uma boneca bem parecida,tentando seguir o estilo do original,espero que gostem!
Até mais!
video